Negociação de uma Casa

Outras Técnicas de Negociação

Seja flexível. Nunca diga: “é pegar ou largar”. Esta atitude pode dificultar as negociações e impedir a conclusão do negócio;
Nunca revele a sua estratégia ou o seu próximo passo;
Cada vez que aumentar a sua proposta, solicite algo como contrapartida, seja reparações, equipamentos ou até mesmo mobiliário de jardim;
Se tenciona pagar em dinheiro ou tem um crédito à habitação pré-aprovado, utilize a sua forte posição financeira como instrumento de negociação;
Não permita que as emoções, como o orgulho, o medo, o amor e a raiva o impeçam de concluir um bom negócio. Deixe os sentimentos irracionais em casa.

A Proposta Inicial

Todas as propostas são válidas, mas uma proposta com um preço muito inferior ao preço de base pode criar obstáculos a uma potencial venda e chegar mesmo a impedir a negociação. A menos que a casa esteja sobre valorizada, à partida a proposta será provavelmente rejeitada. Informe-se bem antes de apresentar uma proposta. Compare preços de casas vendidas recentemente e de novos imóveis em carteira na zona. Também é útil obter algumas informações sobre a motivação do vendedor. Por exemplo, uma rápida conclusão de negócio poderá motivar predispor um vendedor a aceitar negociar caso este tenha de se mudar, tenha outro contrato imobiliário ou tenha de vender rapidamente a casa por qualquer outro motivo. Tenha também em consideração que, embora uma proposta baixa possa ser imediatamente rejeitada num mercado normal, num mercado com pouca procura pode motivar o vendedor a aceitá-la ou a apresentar uma contraproposta. O contrato de compra e venda também deve incluir as responsabilidades do vendedor, tais como a entrega do imóvel livre de ónus e encargos, a conservação do imóvel nas suas condições actuais até à data da conclusão do negócio e a realização de quaisquer reparações que tenham sido acordadas.