Apartamento T3 Em Santo António dos Cavaleiros próximo dos principais acessos e serviços

Price Upon Request

3

Bedrooms

2

Bathrooms

81 m2

of area

Apartamento em bom estado de conservação com 3 quartos com vista desafogada sobre zonas verdes. O apartamento tem duas casas de banho completas com base de duche, um corredor com 1 roupeiro embutido e uma despensa. A cozinha está equipada com exaustor e esquentador.
Este apartamento encontra-se próximo de todos os serviços, transportes públicos, escolas, estacionamento, comércio e a 100 metros da esquadra da Psp.
Venha conhecer este apartamento e venha viver perto dos principais principais acessos IC 16, A8, 19, IC 22.

**MARQUE JÁ A SUA VISITA**

Santo António dos Cavaleiros é uma freguesia portuguesa do concelho de Loures. O nome da freguesia foi inspirado numa base toponímica local: o Casal dos Cavaleiros, situado entre a Flamenga e a Ponte de Frielas, desenvolvendo-se até aos limites do Casal do Bravo.
Localizada na zona sul do concelho de Loures, a freguesia de Santo António dos Cavaleiros faz fronteira com as freguesias de Loures, a norte, Frielas, a este (no concelho de Loures), Ramada, a oeste, Odivelas, a sudoeste, e Póvoa de Santo Adrião, a sudeste (no concelho de Odivelas). Possui um desdobramento da Unidade Hospitalar de Santa Maria e o Hospital Beatriz ngelo (nome da primeira cirurgiã portuguesa e primeira mulher portuguesa a votar), que foi inaugurado em 10 de Março de 2012.
Inclui os sítios de Cidade Nova, Paradela, Quinta do Conventinho, Santo António dos Cavaleiros, Torres da Bela Vista, Quinta do Almirante e ainda Flamenga e Ponte de Frielas (o qual partilha com Frielas).
A freguesia de Santo António dos Cavaleiros foi criada por desmembramento da freguesia de Loures em 1989, tendo sido elevada a vila em 16 de Agosto de 1991.
É essencialmente uma freguesia dormitório de Lisboa, caracterizando-se pela sua construção em altura.
A fertilidade das terras, a abundância das águas e a pureza dos ares do campo deram corpo a esta região saloia que, desde D. Afonso Henriques até ao reinado de D. Maria II, se englobou no termo da cidade de Lisboa.
Por todas estas razões, muitos monarcas e nobres construíram as suas quintas e palacetes nestas terras, que elegeram como locais de lazer, de descanso e de fuga a doenças e pestes.
A evolução da cidade de Lisboa e do seu termo, bem como a crescente importância económica do território, permitiram que, no dia 26 de julho de 1886, Loures fosse, por decreto real, elevado a concelho, integrando as freguesias dos entretanto extintos concelhos dos Olivais e Belém. No entanto, só a partir de 2 de janeiro de 1887, com a eleição do seu primeiro presidente, Anselmo Braamcamp Freire, o concelho entra em plena atividade.
As contradições da monarquia constitucional faziam-se sentir, a sua ideologia deixava de ter qualquer força e o republicanismo começava a ganhar lugar e peso.
Para os republicanos do concelho, implantar a República significava desbloquear o desenvolvimento da região, e por isso, a 4 de outubro de 1910, um grupo de homens nomeados para constituir a Junta Revolucionária saem do Centro Republicano de Loures e ocupam os Paços do Concelho, onde é hasteada uma bandeira com as cores republicanas e declarada a implantação da República, pela voz de Augusto Herculano Moreira Feio.
Loures entra assim na história nacional com a República a ser implantada um dia antes dos restantes municípios portugueses.

  • Collection
  • Equipped Kitchen
  • Poliban
  • Price: Price Upon Request
  • Status: For Refurbishment
  • Net area: 81m2
  • Gross area: 82m2
  • Bedrooms: 3
  • Bathrooms: 2
  • Construction Year: 1985
  • Energy Certificate: D
  • Reference: C0444-00208

How much is my house worth?

CERTEZAS E CONCEITOS – MEDIAÇÃO IMOBILIÁRIA, UNIPESSOAL, LDA., AMI: 19009
An error has occurred. This application may no longer respond until reloaded. Reload 🗙