Moradia T5 Alto do Estanqueiro Jardia Montijo

575 000 €

4

Bedrooms

4

Bathrooms

292 m2

of area

Moradia no Alto do Estanqueiro em excelente estado de conservação.

R/c: Hall (19,35m2) ,Sala com lareira(55,20m2), pátio interior(11,22m2), cozinha(17,55m2), despensa(3,15m2) ,casa de banho social(2,57m2), garagem para 2 carros com portão automático (32,80m2) e estendal(5,50m2)

1º Piso :Quarto1 (36,55m2) Quarto 2 (21,15m2) Quarto 3 (19,50m2) Quarto 4 (16,30m2) 2 dos quartos em Suite ,3 casas de banho com (9,05m2) (7,80m2) (5,30m2), terraço (10,45m2)

2º Piso Sótão com (96,45m2) ,preparado para poder fazer casas de banho e mais 2 quartos.

Som ambiente na Sala, cozinha, quartos e casas de banho.

Vídeo porteiro com monitor no R7c e no 1º piso.

Porta blindada
Vidros duplos
Aspiração central
Jardim de inverno no exterior com churrasqueira e forno a lenha.
Quartos com pavimento flutuante, hall, sala, cozinha e casas de banho com mosaico cerâmico

Terreno com 525m2
Construção com 406,57m

A 20 min de Lisboa pela ponte Vasco da Gama.

Marque a sua visita.

Montijo tem a sua história intimamente ligada ao Rio Tejo, pois grande parte da sua área geográfica é delimitada pelo mesmo. A presença humana fez-se sentir naquela região desde muito cedo (pelo menos desde o Paleolítico, segundo vestígios arqueológicos encontrados), devido, muito provavelmente, às excelentes condições naturais.[9]

Nos alvores da nacionalidade (século XII), os coutos e herdades que existiam na atual área do concelho de Montijo foram doados por D. Sancho I, em 1186, aos Cavaleiros da Ordem de Santiago. Mais tarde, por aqui passaria D. Paio Peres Correia, Mestre daquela Ordem.

O núcleo populacional, habitado principalmente por pescadores e salineiros, muitos deles vindos das Rías Galegas e do litoral norte de Portugal (fruto do processo de repovoamento decorrente da reconquista cristã), começou a desenvolver-se desde que, na menoridade de D. Afonso V, o regente D. Pedro e o Mestre da Ordem de Santiago, o infante D. João, ambos tios do monarca, mandaram desassorear o esteiro de Alhos Vedros, construindo para o efeito uma estacada.

Em 1385, D. João I confirma os privilégios dados por D. Sancho. Mais tarde, em 1445, por carta régia de D. Afonso V, os coutos e terras de Aldeia Gallega são afetos ao património da rainha D. Isabel de Avis.[10]

No primeiro quartel do século XIV, os agricultores e fazendeiros de Aldeia Gallega, sob a proteção da Ordem de Santiago, erguem a Ermida de São Sebastião, que terá sido matriz da localidade até à construção da Igreja do Divino Espírito Santo, no século XVI.

Em março de 1498 D. Manuel I parte para Toledo a fim de ser jurado príncipe herdeiro de Castela e Leão, ao passar por Aldeia Gallega e ouvir as suas gentes, ordena a construção de um poço público junto à velha Albergaria, onde funcionava o Hospital da Caridade.

O mesmo rei D. Manuel outorgou foral à vila a 15 de setembro de 1514, desanexando-a da antiga freguesia de Santa Maria de Sabonha. No ano seguinte, a 17 de janeiro de 1515, renovou o foral, num diploma único para as duas vilas de Aldeia Gallega do Ribatejo e Alcochete.

Em 1520 é fundada a Santa Casa da Misericórdia de Aldeia Gallega do Ribatejo e, em 1571, por carta régia de D. Sebastião, é construída a Igreja da Misericórdia (classificada em 2009 como Imóvel de Interesse Público pelo IPPAR)[11][12]

O correio-mor, D. Luís Afonso, fez de Aldeia Gallega do Ribatejo, em 1533, a sede da Posta nas comunicações com o Sul de Portugal, e iniciam-se os trabalhos de melhoramentos e arranjos da Estrada Real (atual Estrada Nacional 4) que liga Lisboa a Badajoz, tornando a povoação ponto de passagem obrigatória para quem se dirigia à capital do Reino ou dela provinha. Desta forma a vila conheceu grande desenvolvimento e abastança, em particular durante a dinastia filipina, dado o crescente tráfego entre Lisboa, Toledo, Madrid e restante Espanha. Também do período filipino é a aprovação da Irmandade de Nossa Senhora da Conceição, em 1608, constituída por mareantes; bem como obras e melhoramentos na Igreja Matriz e na Vila.

  • Price: 575 000 €
  • Status: Good
  • Net area: 292m2
  • Gross area: 407m2
  • Plot Area: 525m2
  • Bedrooms: 4
  • Bathrooms: 4
  • Construction Year: 2006
  • Parking: 2
  • Energy Certificate: A
  • Reference: C0223-05184

How much is my house worth?

Simulation

Make your simulation

Property Value

Amount to be financed

Term (years)

Schedule Visit

Available dates

DNZ - Mediação Imobiliária, Lda. AMI: 10786
An error has occurred. This application may no longer respond until reloaded. Reload 🗙