Fotos

930 000 €

Prestação Estimada
CALCULAR

Moradia Isolada Térrea T5, Praia Grande, Alto do Rodízio, Colares, Sintra

Moradia 5 Quartos

5 Quartos 4 Casas de banho 280 m2 de área

Sintra, Colares, Alto do Rodizio

Referência: 1356-01409

Certificado energético: Em Processo

Em meados do século XX surge o fenómeno das casas de férias construídas na zona de Colares. Esta produção resultou da relação entre uma elite burguesa – e o seu desejo de possuir uma segunda morada que lhe concretizasse as ambições de “sonho” e de lazer. Assim Colares revelou-se de grande atractividade como zona de eleição para habitação sazonal no século XX correspondendo inteiramente ao conceito de “paisagem idílica” na qual se podem gozar momentos dedicados ao lazer e à contemplação da natureza, numa clara oposição à agitação e afazeres da vida urbana.

O poder económico e sentido estético dessa burguesia faz com que se vire para arquitectos de renome para assim levantarem suas moradias, tornando a região num magnífico laboratório de uma arquitectura de autor em torno da década de 50 num processo de afirmaçao do Movimento Moderno e da sua adaptação à cultura local. Neste sentido, e até pela relação com a paisagem, a Serra de Sintra e o mar, estamos perante uma região única no país.
Entre vários arquitectos (Keil do Amaral, Raul Lino, Nuno San Payo, Justino Morais, Manuel Tainha ou, mais recentemente, Álvaro Siza Vieira) com obra aqui na zona surge também Francisco Conceição Silva, arquitecto do Hotel do Mar (Sesimbra) ou do Edifício Castil (Lisboa), por exemplo.

Conceição Silva (1922-1982), insere-se neste processo de “mediterranização” do moderno. O arquitecto projecta algumas moradias, entre 1959 e 1965, que combinam, segundo a historiadora Inês Leite, «uma estrutura espacial aberta e fluida, própria da arquitectura moderna, com a recuperação da intimidade, pelo agenciamento em torno de pátios recolhidos, característicos do habitar mediterrânico».

A principal marca de Conceição Silva era o design total. Para além do desenho arquitectónico, a casa apresenta no seu interior todo um mobiliário perfeitamente adaptado a casa e desenhado também pelo Atelier Conceição Silva, um dos maiores ateliers então em Portugal. Para além disso e dado o convívio estreito entre arquitectos e artistas da época, a casa encontra-se salpicada de objectos de arte integrados no seu interior e exterior. Puxadores de esmalte de Luís Ralha , portas de armário pintadas por Sá Nogueira , azulejos de Querubim Lapa. Tudo artista que Conceição Silva convidou para trabalharem no seu atelier com grande mérito e sentido de oportunidade.

Detalhes
  • Preço:  930 000 €  
  • Estado: Venda
  • Área útil:  280  m2
  • Área bruta:  2 400 m2
  • Estado: Bom
  • 5 Quartos
  • 4 Casas de banho
  • Ano de construção: 1965
  • Tipo de estacionamento: 2 Box Fechada
Divisões
  • Adega - 20 m2
Caracteristicas
  • Adega
  • Cerca
  • Cozinha Equipada
  • Despensa
  • Eletricidade
  • Furo de água
  • Garagem
  • Janelas de Madeira
  • Jardim
  • Lareira
  • Logradouro
  • Luz natural
  • Mobilado
  • Pátio
  • Piscina privada
  • Portas Sólidas
  • Roupeiros
  • Terraço
  • Terreno declive
  • Uma frente
  • Urbano
  • Varanda
Zona Envolvente
  • Mercado (600m) - Feirinha de Almocageme
  • Praia (800m) - Praia grande
  • Zona Histórica (1000m) - Sintra
Prestação Mensal Estimada

930 000 €

Intermediário de crédito
Clique para uma simulação personalizada


Gikasa - Sociedade de Mediação Imobiliária, Lda  AMI: 11005